quinta-feira, 16 de abril de 2009

O que é Conversão ?



Por Caio Fábio
Música: Stênio Marcius (O Tapeceiro)
Voz: João Alexandre

Conversão é não ter absolutamente nenhum outro ponto de vista que não venha do Evangelho.
Conversão é não ter nenhum outro ponto de partida que não parta do Evangelho.
Conversão é não ter nenhum outro ponto de chão para caminhar que não seja o do Evangelho.
Conversão é não almejar nenhum outro ponto de chegada que não seja o do Evangelho.
Ou seja, conversão é estar impregnado do Evangelho dando razão a Deus todo dia, num processo que pode ter começado um dia, mas que só terminará no dia em que transformados de glória em glória nós nos tornarmos conforme a semelhança de Jesus.

Conversão é renovar a mente todo dia.
Conversão é ler este século, esse eon e não nos conformarmos com ele.
Conversão é ver mundo no mundo, e ver mundo no que se chama de Igreja.
Conversão é chamar de mundo não necessariamente o ambiente fora das paredes eclesiásticas, e chamar de Igreja o ambiente dentro das paredes eclesiásticas.

Conversão é saber que mundo é um espírito, um pensamento, ou uma atitude que pode está em qualquer lugar, e está freqüentemente nos concílios de um modo muito mais sofisticado do que está nos congressos políticos explicitamente definidores de políticas no mundo.
Conversão é manter a mente num estado de arrependimento constante, de metanóia, de mudança de mente, que por vezes, acontece com dor, outras vezes, só pela consciência que vai abraçando o entendimento e vai dando razão a Deus, e vai dando razão a Deus, e vai dando razão a Deus, e vai dizendo Deus tem razão, a palavra tem razão, e se ela tem razão eu quero conformar a minha vida conforme a verdade do Evangelho.


Eu acho que já postei algo sobre esse diálogo do Caio com o Brega antes, mas o que é bom vale a pena repetir...

Vi no
Blog do Caminho... guardei no coração... e acrescento que conversão é o que geralmente esperamos de todos, menos de nós mesmos.

Um comentário:

Paulo Reis disse...

Fora de série. E dispensa comentários.
Esta palavra foi fantástica. Só mesmo assistindo este vídeo para não ter a opinião de que isso foi escrito pensado.

Foi falado, escrito e depois pensado.

Caracas.. demais.


Forte abraço a todos.